Preloader

sabseg.com

Queremos estar presentes em todos os momentos da sua vida.

SABER MAIS

Natal é sinónimo de festejos, convívio em família e amigos… e de estar em torno da mesa!

Mas será que isto significa ser menos saudável ou condicionar a linha?

É claro que não! 

Natal! Grande euforia e grande indecisão! Comer ou não comer, eis a questão!

O natal é a época festiva mais esperada, mas talvez também, a mais temida de todas! 

A mesa posta ao longo dos dias, os pratos e os doces típicos e a abundância tornam esta altura do ano, uma altura propícia aos excessos. 

Mas isso não precisa de significar ser menos saudável ou aumentar o peso! 

Na verdade, com alguma moderação e algumas regras, é fácil disfrutar do momento e da época natalícia sem deitar tudo a perder!

Até porque dias não são dias e cometer alguns excessos também faz parte! 

Desde que sejam a exceção e não a regra, estas cedências não têm um impacto negativo na nossa saúde e na nossa linha e são até importantes para o nosso equilíbrio e bem-estar geral! 

Posto isto, tome nota destes comportamentos que vão ajudar a minimizar os estragos, tornando o seu natal mais saudável, sem que tenha que abrir mãos dos festejos natalícios!

Evite! Festejar o natal durante todo o mês de Dezembro!

“Um dia não são dias”. Esta é a nossa expressão preferida quando queremos cometer excessos sem sentimento de culpa! E de facto é verdade! Não é por cometermos um excesso pontualmente que somos menos saudáveis ou que o peso vai disparar… contudo… 

Entre jantares de amigos, almoços do trabalho, lanches de família, festinhas da escola e comemorações, cada vez mais o natal tem alargado o seu período festivo de 2 dias para o mês inteiro!

Lembre-se! O natal é dia 24 e 25 de dezembro!  E se conseguir respeitar isto, não é por abusar um bocadinho mais nestes dois dias, que vai ser menos saudável ou aumentar um número de calças nesta fase do ano! 

Se pelo contrário, os excessos começarem mais cedo e cedermos a cada almoço, lanche ou jantar de natal, comendo tudo o que apetecer, garantidamente que a saúde e o seu peso se vão ressentir! 

Dica: Adopte a regra: festejos de natal dia 24 e 25 e moderação o resto do mês!

Evite! Mesa posta a semana inteira!

Outro grande erro que temos a tendência de cometer é deixar a mesa posta ao longo de vários dias. 

Ao fazermos isto vamos comer o dobro ou o tripo do desejado e ultrapassar, em muito, as necessidades nutricionais recomendadas. 

Porque para além do que comermos a mais nas refeiçoes principais, vamos passar a semana inteira a passar pela mesa a peticar os frutos secos, chocolates, filhoses e rabanadas…

Dica: Festeje e aproveite o dia de natal, mas depois evite ter à mão os doces que sobram para não cair tão facilmente em tentação! 

“Longe da vista, longe do estômago!”

Evite! Esquecer o tradciocionalismo! 

Do ponto de vista de erros alimentares, o problema não está no bacalhau, no peru ou no polvo, pratos típicos do natal português. O problema está na alteração destes pratos, que de simples passam a gratinados ou com natas num instante e nas gorduras e nos açúcares que se ingerem em excesso nesta fase!

Dica: Mantenha a tradição e priorize o bacalhau com couves na consoada e o polvo e o peru assado no dia de natal! 

Desta forma vai reduzir em muito os excessos e terá “espaço” para uma sobremesa mais gulosa!

Evite! Fazer comida para um batalhão!

Igualmente típico no natal, é ter um jantar de 10 pessoas e fazer comida para 30!

Conclusão: além de comermos mais no próprio dia, porque apetece experimentar um pouco de tudo, acabamos por ficar com as sobras, que nos levam a cometer excessos nos dias seguintes. 

Dica: Uma boa forma de evitar esta situação é reduzir a quantidade de pratos e petiscos que confecionamos. E… no final da noite, distribuir pela família os restos, para não ficar com todas as sobras em sua casa!

Evite! Comer em modo piloto automático! 

Muitas vezes quando nos deparamos com muita comida damos por nós a comer um pouco de tudo “só porque sim!”, acabando por ceder naquilo que gostamos, mas também no que não apreciamos tanto. 

Dica: Seja seletivo nas suas cedências! Primeiro avalie todas as opções e depois escolha apenas o que mais gosta! Desta forma vai tirar mais proveito da refeição e evitar os excessos desnecessários.

E nada de adotar a norma do “perdido por 100, perdido por 1000”!

Não é preciso abdicar da tradição, nem passar o natal a contar calorias! Mas com bom senso e moderação vai ver que tem um natal igualmente feliz e saboroso, mas muito mais saudável!

É também nestas alturas que é importante cuidar da sua saúde e prevenir qualquer tipo de situação, de modo a manter-se seguro.

Mariana Abecasis
Nutricionista