Pernas cansadas e má circulação? Veja alguns exercícios que podem ajudar.
Raquel Antunes
Personal Trainer
Certamente já lhe aconteceu chegar ao final do dia e sentir as suas pernas mais pesadas, cansadas e por vezes até inchadas, e esta sensação pode ser ainda mais frequente nas alturas de maior calor ou se estivermos expostos a ambientes com temperaturas elevadas. É importante que se mantenha alerta aos sinais, uma vez que […]

Certamente já lhe aconteceu chegar ao final do dia e sentir as suas pernas mais pesadas, cansadas e por vezes até inchadas, e esta sensação pode ser ainda mais frequente nas alturas de maior calor ou se estivermos expostos a ambientes com temperaturas elevadas.

É importante que se mantenha alerta aos sinais, uma vez que o nosso estilo de vida e rotina podem contribuir para a sensação de pernas pesadas e/ou má circulação, assim como a presença da Doença Venosa Crónica (caracterizada pela dificuldade no retorno do sangue ao coração, ficando este estagnado na zona das pernas).

Praticar exercício físico (que promove uma melhor circulação sanguínea assim como uma melhor gestão do peso corporal), usar roupa folgada e evitar passar demasiado tempo de pé ou sentado, são algumas das práticas que vão contribuir para que não chegue ao final do dia com a sensação de pernas ‘pesadas’, no entanto, existem também alguns exercícios que pode fazer diariamente para ajudar num retorno venoso mais eficiente.

Abaixo deixo-lhe 3 exemplos de exercícios que pode fazer ao longo do dia para dar uma ajuda ao seu retorno venoso, as suas pernas vão agradecer!

  1. Flexão plantar. Apoie-se numa parede ou costas da cadeira e faça o movimento de subir e descer os calcanhares, de forma controlada. No final da subida mantenha a posição (contraindo os músculos) por cerca de 2 segundos.

2. Flexão plantar sentado/a. Caso trabalhe sentado/a por longos períodos, deixo-lhe esta opção que poderá fazer confortavelmente na sua cadeira. No final da subida mantenha a posição (contraindo os músculos) por cerca de 2 segundos.

3. Flexão e dorsiflexão. Sentado/a faça o movimento de ‘acelerar’ e ‘desacelerar’, de forma lenta e controlada.

Mas lembre-se, se esta dor e inchaço for frequente, fale com o seu médico de forma a ter um acompanhamento mais eficiente e seguro


Dê à sua saúde a importância que esta merece